A matéria “Cubanos, para quê?” publicada na revista Veja seria hilária se não fosse criminosa by Maria Luiza Quaresma Tonelli

15 maio

A matéria “Cubanos, para quê?” publicada na revista Veja seria hilária se não fosse criminosa. Um amontoado de mentiras absurdas. A matéria é surreal. Merece uma resposta do governo Brasileiro, que pretende amenizar o problema da falta de médicos em municípios distantes e carentes desses profissionais, merece uma resposta das embaixadas de Cuba, da Bolívia e da Venezuela e, sobretudo, merece o cancelamento da assinatura desse lixo que vai para as escolas de São Paulo. Criticar uma ideologia, é uma questão de opinião da revista, mas mentir, desinformar e deformar a cabeça de quem lê tamanho absurdo não pode ser “liberdade de opinião” nem liberdade de expressão.
Aí vai um trecho da matéria sobre a decisão do governo brasileiro em trazer médicos cubanos (e de outros países também) para trabalhar em hospitais e regiões pobres e distantes das grandes cidades do Brasil:

“A medida terá, no mínimo, dois efeitos negativos. Primeiro, vai pôr em risco a saúde dos pacientes. Segundo, inundará o interiorzão do Brasil com agentes de uma nação estrangeira politicamente arcaica. A medicina cubana é uma das mais atrasadas do mundo. A maioria dos seus profissionais se forma sem nunca ter visto um aparelho de ultrassom, sem ouvir falar de um stent coronário e sem poder se atualizar pela internet. ‘Cuba gradua médicos em escala industrial. com formação incompleta’, diz Carlos Vital, vice-presidente do Conselho Federal de Medicina, que é contra projeto. Ele completa: ‘Pelos padrões do Brasil, os cubanos não poderiam sequer realizar procedimentos banais como ressuscitação ou traqueostomia’.
Ainda que na opinião do Itamaraty a qualidade do tratamento médico dado aos pacientes pobres não seja relevante, talvez valesse a pena considerar as consequências de permitir a entrada, no Brasil, de espiões estrangeiros disfarçados de agentes de saúde. O governo cubano não deixa que seus médicos viagem sozinhos. Se assim o fizesse, daria a eles a chance de fazer o que a maioria dos seus cidadãos tanto deseja: fugir da ilha-prisão e juntar-se a parentes no exterior. Para evitar que isso aconteça, o regime cubano envia um espião para cada cinco médicos exportados. Ou seja, do total de cubanos que o governo brasileiro pretende trazer, cerca de 1 200 serão agentes secretos. Na Venezuela, por exemplo, para onde Cuba enviou 40 000 médicos em troca de petróleo a preço de banana, os agentes infiltrados vestem jaleco branco (alguns nunca fizeram faculdade) e dormem nos mesmos alojamentos que os verdadeiros clínicos. A missão dos agentes é óbvia: garantir que os médicos não escapem. Por vezes, os espiões somem durante dias, sem dar explicação aos demais. Nessas ocasiões, eles voam para Cuba para prestar informações sobre o comportamento dos colegas. No retorno à Venezuela, trazem a mala carregada de charutos para vender no mercado negro. Um médico flagrado criticando a ditadura cubana ou tentando a liberdade pode ser punido com a anulação do diploma, a repatriação ou a recolocação para uma região da Venezuela com altos índices de criminalidade. Ainda assim, sete em cada dez médicos cubanos que aterrisam em Caracas mais cedo ou mais tarde fogem para outros países”.
E por aí vai o besteirol até o final da matéria.
Em suma, uma pessoa que acreditar em tamanha estultice, se cair de quatro não levanta nunca mais.

Maria Luiza Quaresma Tonelli
Filosofia e Política-Karl Marx026_Edu003

Anúncios

4 Respostas to “A matéria “Cubanos, para quê?” publicada na revista Veja seria hilária se não fosse criminosa by Maria Luiza Quaresma Tonelli”

  1. alinabr maio 16, 2013 às 12:16 am #

    Reblogged this on OlheCuba .

    • José Aparecido Santos maio 16, 2013 às 2:42 pm #

      Maria Luiza Q. Tonelli, li a sua materia! Muito apresentada a sua denunicia! O Governo Brasileiro precisa tomar uma atitude! Não pode uma revistinha tacanha, um lixo golpista ideológico continuar desqualificando proposituras governamentais como este caso dos médicos cubanos! Até porque mesmo porque esta esperiencia do governo brasileiro tem se inspirado em países europeus que já vem desenvolvendo este trabalho, utilizando-se da capacidade da medicina cubana, como é o caso de Portugal, Ingraterra etc. O mais grave que merece punição do governo brasileiro é quanto as materias metirosas e enganosas desta revista simplesmente golipista, a VEJA! A desqualificação, e a mentira ,que por si só já é enganosa é CRIME! Punição a VEJA, golpista!

  2. danitobr maio 16, 2013 às 11:42 am #

    Reblogged this on danitobr.

Trackbacks/Pingbacks

  1. A matéria “Cubanos, para quê?” publicada na revista Veja seria hilária se não fosse criminosa | SCOMBROS - maio 15, 2013

    […] A matéria “Cubanos, para quê?” publicada na revista Veja seria hilária se não fosse criminos… […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: