NSA rastreou localização de celulares nos EUA, diz jornal

3 out

Programa de teste foi colocado em prática entre 2010 e 2011; segundo agência, ele não opera mais no momento

Durante os anos de 2010 e 2011, a NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA) conduziu um projeto secreto para testar o rastreamento, em grande volume, da localização dos celulares norte-americanos, segundo revelou o jornal The New York Times nesta quarta-feira (02/10). A agência, entretanto, decidiu não colocar o programa em prática no momento, de acordo com autoridades da inteligência.

A existência do projeto de teste foi anunciada recentemente por James Clapper, o diretor de inteligência nacional, mas não foi publicamente revelada. A informação de Clapper, que o New York Times obteve em um rascunho de resposta que ele deveria ler perante o Comitê de Investigação do Senado, contém detalhes escassos, como que, atualmente, a NSA não rastreia celulares. Para praticar a ação, a agência se apoiaria no artigo 215 do Patriot Act, a controversa lei que permite espionagem de cidadãos nos Estados Unidos.

“Em 2010 e 2011 a NSA recebeu amostras para testar a habilidade de seus sistemas em lidar com o formato desses dados, que nunca foram usados para nenhum outro propósito e nunca estiveram disponíveis para as análises da inteligência dos EUA”, afirma o documento.

Uma autoridade que era familiar ao projeto afirmou que sua intenção era ver como os dados de localização fluiriam nos sistemas da NSA. Enquanto os dados reais eram utilizados, as informações locacionais nunca foram consultadas. Não ficou claro quantos norte-americanos tiveram a localização de seus celulares arquivada ou se a NSA manteve esses dados

Apesar disso, o senador Ron Wyden, que, como parte do Comitê de Inteligência, recebe informações sigilosas, publicou uma declaração hoje afirmando que há mais para saber sobre o assunto do que o governo já revelou.

Wikicommons

A sede da NSA nos Estados Unidos. Agência já rastreou localização de celulares de norte-americanos 

“Depois de anos de obstrução sobre se o governo rastreou ou planejou rastrear a localização de norte-americanos que cumprem a lei através de seus celulares, mais uma vez, a liderança da inteligência decidiu manter em segredo a maior parte da história – mesmo quando a verdade não comprometeria a segurança nacional”, afirmou Wyden.

A questão do rastreamento da localização de cidadãos norte-americanos através de celulares tem sido feita nos Estados Unidos há anos. Na última semana, o assunto foi trazido à tona novamente em uma audiência do Comitê de Investigação do Senado em que estiveram presentes Wyden e o diretor da NSA, general Keith Alexander.

Na sessão, Wyden perguntou a Alexander “se a NSA já coletou ou fez planos para coletar dados de localização dos celulares de norte-americanos em grande volume”, ao que o general respondeu que a agência “não está recebendo informações sobre localização e não tem planos para recebê-las no momento”.

Entretanto, Alexander também disse que havia outras informações sigilosas enviadas pela NSA ao Comitê em julho, em resposta a uma versão escrita da mesma pergunta, fornecendo “detalhes adicionais” relacionados ao tema.

De acordo com o New York Times, é legalmente incerto se o rastreamento a longo prazo das localizações das pessoas viola direitos de privacidade previstos na 4ª Emenda da Constituição norte-americana.

OperaMundi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: