Nelson Mandela: 15 curiosidades sobre a vida do líder sul-africano

8 dez
Ex-presidente da África do Sul treinou táticas de guerrilha fora do país e emprestou o nome a uma orquídea e um pica-pau
 1. O nome de nascimento de Mandela – Rolihlahla – tem origem na língua Xhosa e significa “aquele que ergue o galho da árvore”. Coloquialmente, também significa “encrenqueiro”. Seu nome em inglês, Nelson, foi dado por uma professora.

“Free Nelson Mandela”: líder sul-africano foi tema de diversas canções
Da aldeia de Mevzo à cela 466/64: morre Nelson Mandela, líder sul-africano

2. Mandela foi expulso da Universidade de Fort Hare após se juntar a uma manifestação estudantil. Mais tarde, ele completou o ensino superior na Unisa (Universidade da África do Sul), se formando em Direito.

Imagem de Mandela falando quando estava preso: 


3. Ele fugiu do Cabo Oriental para Johanesburgo após Jongintaba Dalindyebo, líder do povo Tembu, tentar arrastá-lo para um casamento arranjado. Após chegar à cidade, ele encontrou trabalho como vigia noturno de uma mina.

Leia mais: Sete grandes frases de Nelson Mandela

4. Mandela viveu na township de Alexandra em princípio, mas depois se mudou para a casa do amigo Walter Sisulu e da mãe dele em Orlando, Soweto.

Wikicommons

Favela de Alexandra, township em Joanesburgo, África do Sul, primeiro lugar onde Mandela morou após sair de seu vilarejo

5. A primeira esposa de Mandela, Evelyn Mase, era enfermeira e prima de Sisulu. Ela sustentava a família e também apoiou Mandela enquanto ele estudava Direito e se envolvia cada vez na política. Eles tiveram quatro filhos e se divorciaram em 1958.

6. Ele não só foi o primeiro comandante-em-chefe do braço armado do CNA (Congresso Nacional Africano), como também, junto com Oliver Tambo, co-fundou ao primeiro escritório de advocacia negro, Mandela & Tambo, que defendia pessoas afetadas pelas leis do apartheid.

Leia mais – Nelson Mandela e Fidel Castro: revoluções distintas, admiração mútua

7. Em 1962, ele saiu do país para angariar apoio para a luta armada. Durante esse tempo, ele recebeu treinamento de guerrilha no Marrocos e na Etiópia.

8. As circunstância em torno de sua prisão em uma blitz policial nos arredores de Howick naquele ano permanecem sem explicação, mas há a tese de que um agente da CIA avisou sobre sua movimentação. Em seguida, Mandela foi condenado à prisão perpétua e passou 27 anos na cadeia.

nelsonmandela.org

Trecho do diário de Mandela quando o jovem sul-africano foi treinar táticas de guerrilha em Oujda, Marrocos

9. Durante o tempo que passou na prisão, Mandela permaneceu em uma cela de 2m x 2.5m, onde havia um colchonete no chão e um balde para as necessidades. Ele foi obrigado a trabalhar em uma pedreira de calcário e, no início, podia receber somente uma visita e uma carta a cada seis meses.

10. O governo do apartheid ofereceu soltar Mandela por seis vezes, mas ele se recusou. Em uma das ocasiões, ele soltou um comunicado onde disse: “Eu me preocupo com a minha própria liberdade, mas eu me preocupo ainda mais com a de vocês. Que tipo de liberdade me está sendo oferecida enquanto a organização do povo [o CNA] permanece banida?”.

11. Mandela escreveu um livro de memórias nos anos 1970, cujas cópias foram embrulhadas em plástico e enterradas em uma horta que ele mantinha na prisão. Ele esperava que seu companheiro de cadeia Mac Maharaj, que estava prestes a ser libertado, conseguiria contrabandear os textos. Porém, as autoridades carcerárias descobriram os papéis quando começaram a construir um muro. Como punição, a permissão de estudar foi tirada de Mandela.

nelsonmandela.org
12. Após se separar da segunda esposa, Winnie Madikizela-Mandela, ele perguntou à ativista Amina Cachalia (foto à esquerda), com quem mantinha um antigo relacionamento, se queria se casar, mas ela disse “não”. Em seu 80º aniversário, Mandela se casou com Graça Machel, viúva do presidente moçambicano Samora Machel.

13. O CNA foi classificada como organização terrorista pelo governo do apartheid, sendo depois acompanhado pelos governos dos Estados Unidos e Reino Unido. Somente em 2008 os EUA finalmente retiraram Mandela e outros membros do CAN da lista de terroristas.

14. A ONU (Organização das Nações Unidas) declarou 18 de julho, data do aniversário dele, Dia Internacional Nelson Mandela. Foi a primeira vez que as Nações Unidas dedicaram uma data em particular a uma pessoa.

15. Centenas de prêmios e honras foram entregues a Mandela. Dentre elas, a de cidadão honorário do Canadá, membro honorário do Partido Trabalhista britânico e membro honorário do time de futebol Manchester United. Ele também dá nome a uma partícula nuclear, a um pica-pau pré-histórico (Australopicus nelsonmandelai) e a uma orquídea (Paravanda Nelson Mandela).

OperaMundi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: