Mas… os EUA não acertam uma?!

8 abr
Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu

Secretário de Defesa dos EUA, Chuck Hagel 
 by Donkey Hotey

A visita de quatro dias à China do Secretário de Defesa dos EUA, Chuck Hagel, que começou ontem (7/4/2014), é sinal de avanço no diálogo e nas trocas entre militares chineses e norte-americanos, o que é muito importante, porque ajudam a reduzir erros de compreensão e de avaliação.
Contudo, os comentários do Secretário antes da visita mostram que ainda há muito trabalho a fazer na direção de reduzir esses erros.
Referindo-se às disputas territoriais que a China tem com vizinhos, o Secretário Hagel disse que pressionaria a China a usar com inteligência e respeito pelos vizinhos o poder que tem. 
Ao apontar o dedo contra a China, como se fosse instigadora de crescentes tensões na região, o Secretário Hagel ignora o fato de que são os EUA que nunca pararam de se intrometer nas nossas questões territoriais, intromissão que resultou no agravamento da situação no Mar do Sul da China.

Chuck Hagel ao apontar o dedo para a China…

Embora digam que não tomam partido por nenhum dos lados, os EUA mais uma vez enviaram recado àqueles países asiáticos que têm disputas territoriais com a China, de que os EUA jogarão seu peso a favor deles, em suas ações contra a China.
Em vez de ajudar a aliviar as tensões e promover soluções pacíficas para as disputas no Mar do Sul da China, os EUA simplesmente se aplicam a reforçar outros países nas posições de provocação contra a China. Assim, os EUA complicam cada vez mais as coisas e tornam cada dia mais difícil resolver os conflitos pela via das conversações e negociações.
Hagel deve ter mais cuidado com as próprias palavras. Nenhum país pode violar a integridade territorial e a soberania das nações por coerção ou intimidação. E ninguém deve subestimar a firmeza da China para defender a integridade de seu território.
Mas tampouco ninguém deve duvidar da sinceridade da China, que busca chegar à solução de suas disputas territoriais com seus vizinhos mediante conversações e negociações. Várias vezes o governo chinês reiterou que essas disputas podem e devem ser resolvidas em conversações e negociações bilaterais.
Em recente encontro entre o presidente Xi Jinping e o presidente Barack Obama, os dois lados concordaram com estabelecer, no menor prazo possível, um sistema de notificação-informação sobre suas principais ações militares, e formularam regras para proteger suas ações militares em espaço aéreo e marítimo em águas internacionais. Mas não poderá ser feito sem confiança e compreensão mútuas.
Os presidentes Xi Jinping, da China (E) e Barack Obama dos EUA
Como disse Hagel, quanto mais transparentes e abertos os governos na sua relação mútua, melhor para todos. A China já demonstrou sua abertura, ao convidar o Secretário de Defesa dos EUA a conhecer seu porta-aviões Liaoning.
Esperemos que, depois de conversas frente a frente com seu contraparte chinês, Hagel consiga formar opinião mais correta sobre a posição da China. 
POSTADO POR CASTOR FILHO 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: