Tag Archives: denúncias

Brincando com fogo.Por Geraldo Elísio M. Lopes

23 maio

 

Geraldo Elísio002

O governador Fernando Pimentel deve maiores explicações públicas referentes à exploração da jazida de nióbio situada na cidade de Araxá, no Alto Paranaíba, próximo ao Triângulo Mineiro. Maior do que ela só a existente em São Gabriel da Cachoeira, na Cabeça do Cachorro, no estado do Amazonas, região da tríplice fronteira com a Venezuela e Colômbia.

O Brasil produz 98% do nióbio existente no mundo, percentual que deve aumentar com a nova jazida descoberta em Catalão, no estado de Goiás, na região do Planalto Central do Brasil. Apesar do Brasil deter o recorde da produção mundial o produto é cotado na Bolsa de Londres e vendido a um preço muito aquém do seu valor. Este mineral é fundamental para as pesquisas aeroespaciais e tem profundo valor estratégico.

Afora isto encontra-se no âmbito das mil e uma denúncias que povoam a Lava Jato aquela que se refere ao contrabando de nióbio, envolvendo o senador afastado Aécio Neves, agora com um pedido de prisão nas costas, em percentuais que segundo se informa é desviado dos cofres do governo de Minas Gerais, não faltando comentários que o sistema é intocável ainda que aja ocorrido uma mudança de governo. O contrabando situa-se acima disto sabendo-se apenas render fortunas. E diz respeito a produto não processado (pedras) o que fez que potencias gigantescas perdessem o controle de qual material processado circula no mundo.

Estados Unidos da América do Norte, Rússia, China, Inglaterra, França, Israel, Paquistão, Índia e a Coreia do Norte compõem o seleto Clube Atômico do mundo com os seus arsenais nuclearizados. Como o potencial de eventuais guerras atômicas virem a ser deflagradas – recentemente o mundo se assustou com a possibilidade de um enfrentamento direto dos EUA com a Coreia do Norte – a questão ganhou maior profundidade.

Isto reflete a imprudência das transações comerciais entre países potencialmente inimigos, exigindo maiores cuidados. Lógico, País soberano o Brasil tem direito a explorar a comercialização das suas riquezas minerais, mas paradoxalmente isto exige um controle rígido sendo mais adequado num momento em que tanto se fala em privatização a criação da Nuclerbras, com sólido controle das Forças Armadas Brasileiras.

Há quem recomende uma profunda investigação retroativa no que diz respeito à exploração do nióbio, aferindo-se o quanto foi extraído e quanto os cofres brasileiros perderam diante das irregularidades praticas. A preocupação repito, interessa de perto a outras nações face ao perigo maior de eventuais guerras nucleares. Com a palavra a CBMM. –

Por Geraldo Elísio M. Lopes (Repórter)

Geraldo Elísio

%d blogueiros gostam disto: