Videos

Na contramão dos elogios da grande mídia e de setores da oposição, o senador Roberto Requião disse, nesta quinta-feira (11), no plenário do Senado, que a ex-primeira ministra da Inglaterra, Margareth Thatcher, que morreu no começo da semana, contribuiu não apenas para a destruição das conquistas dos trabalhadores da Grã-Bretanha e sim também para a submissão e o empobrecimento de povos de todo o mundo, à medida da imposição, em todo o planeta, do modelo neo-liberal.
Citando o livro ”Confissões de um Assassino Econômico”, do ex-operador do mercado John Perkins, o senador disse que a obra poderia ser tomada como a crônica dos efeitos do thatcherismo sobre a economia mundial, especialmente sobre a economia dos países pouco desenvolvidos.
Requião lembrou ainda as relações muito próximas de Margareth Thatcher com ditadores terceiro-mundistas, em especial com Pinochet, a quem sempre elogiou. Em contrapartida, afirmou o senador, chamou Nelson Mandela de “terrorista”, apoiando o governo segregacionista da África do Sul.
A seguir, vídeo e texto do discurso do senador Roberto Requião.


MP dos portos é burra,entreguista, e inédita em todo o mundo conhecido_
O senador Roberto Requião desconstruiu ponto por ponto a Medida Provisória de privatização dos portos brasileiros. Falando no plenário do Senado, nesta quarta-feira (3), o senador fez uma detalhada análise da MP 595, mostrando que ela, além de privatizar e desnacionalizar os portos, desorganiza a operação dos terminais públicos levando-os inevitavelmente a quebrar.
Segundo Requião, não existe no Planeta Terra qualquer outro modelo semelhante ao que o governo federal pretende implantar, tal a submissão da proposta aos interesses dos armadores, em detrimento dos produtores, importadores e exportadores.
Na sequência, vídeo e texto com o pronunciamento do senador Roberto Requião.



Roda Viva | Janio de Freitas | 06/08/2012

Martin Luther King – Desajustado


Ex agente explica como USA dominam e escravizam um país!

Narradores do Açu
Leticia Bucker

Espaço marcado pelas mãos dos trabalhadores, que com muito suor dedicaram suas vidas a cuidar do campo é retirado sem dor. Produtores rurais do 5º Distrito de São João da Barra não tiveram tempo de contar suas histórias, só tempo para retirar seus pertences e deixar suas lembranças para trás. Suas terras desapropriadas serão utilizadas para a construção de estaleiros do Porto do Açu, com investimentos avaliados em mais de um bilhão de dólares, valor que não paga uma história de vida. Ana Paula Medeiros

Este webdoc se destina ao registro do que têm a dizer os atingidos pelas desapropriações no 5º Distrito de São Jõa da Barra.RJ.

Foi produzido por alunos do UNIFLU/FAFIC com a supervisão do professor da disciplina Narrativas e Linguagens Jornalísticas, Vitor Menezes.

As imagens contidas no webdoc estão disponíveis no YouTube e/ou foram cedidas.

Campos dos Goytacazes, julho de 2011.

“The War on Democracy”, em Português

Metrópolis (1927) Legendado

Emir Sader | A ideologia alemã | Aula 1 | III Curso Livre Marx-Engels

“Velha Imprensa se casou com FHC e naufragou com o projeto dele”, critica Emir Sader

Bob Fernandes/ A Venezuela sem Hugo Chávez

O Discurso Proibido de Hugo Chávez na COP-15 (Legendado)

Hugo Chavez no Roda Viva

Bob Fernandes/ Corrupção no Judiciário: Barbosa chuta o balde

Bob Fernandes / Só o “Mensalão” acabou na justiça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: